Brincadeira de criança: como é bom!





Olá amigos, eis que uma semana novinha em folha iniciou e nesta tem feriado!

O dia das crianças se aproxima e nada melhor do que voltar a se encantar com as brincadeiras que fazem tão bem para a nossa vida.  Sabia que dá para se divertir junto com as crianças e de quebra manter a forma? Ôba! Isso mesmo! E ainda ajudamos as crianças a gastar energia e ficar ainda mais feliz! Eu até já fiz exercícios brincando aqui, lembra?

Atualmente tem se falado tanto em hiperatividade que muitos profissionais têm chegado ao exagero de classificar qualquer criança agitada ou que se distrai com facilidade, como hiperativa.

Existem cada vez mais pais preocupados com essa possibilidade, embora a maioria dos casos seja apenas uma característica normal das crianças – o fato de ter energia para dar e vender.

O que ocorre é que, após um dia inteiro em espaços fechados, essas crianças precisam expandir e extravasar as suas energias.

As crianças de hoje têm muito acesso à tecnologia: existem pelo menos uns quatro canais passando desenhos animados, 24h por dia em qualquer pacote básico de TV por assinatura; muitas crianças têm, inclusive, TV no quarto. Jogos eletrônicos estão presentes em quase todos os lares e, como se não bastasse isso, agora podem ser acessados de qualquer lugar por meio de dispositivos móveis como notebooks, tablets e aparelhos de celular. Elas divertem-se praticamente sem se movimentar. Isso não é bom, pois as crianças podem se tornar sedentárias com o tempo e na idade adulta, isso tende a piorar...

Qual seria a solução, então?

Reduzir  o tempo gasto com tecnologias e aumentar o tempo brincando! ISSO MESMO!

Os pais são um pouco culpados... Temos medo que os filhos caiam, machuquem ou até que se sujem demais. E, assim, privamos que eles sejam quem são, ou seja, crianças!

Brincar promove a socialização, integração e a noção de cooperação na criança. Além de desenvolver os aspectos cognitivo, psicomotor e afetivo.

Ideias de exercícios/brincadeiras para vocês fazerem com as crianças temos de sobra: aqui vai uma lista de  10 brincadeiras muito legais:

1. ALERTA COR 

FAIXA ETÁRIAAcima de 6 anos
LOCALParque, Praia, Condomínio, Praça, Quadra de esportes
ESTIMULARVelocidade, Memória, Criatividade, Condicionamento físico, Atenção, Conhecimento de cores, Movimento
PARTICIPANTES5+
MATERIALUma bola


COMO BRINCAR

Antes da brincadeira começar, cada jogador escolhe um apelido. Pode ser uma cor, um número, outro nome, uma fruta – enfim, o que a imaginação permitir.

Um dos participantes é escolhido para começar e ficará com a bola nas mãos.

Ele fica à frente e de costas para o restante do grupo, que se espalha atrás dele. O jogador lança a bola com força para o chão – para que ela quique bem alto – ao mesmo tempo em que fala o apelido de uma das outras crianças do grupo. Esta, por sua vez, deve correr para pegar a bola, enquanto os outros participantes correm no sentido oposto. Ao pegar a bola o jogador deve gritar: “Alerta”.

Nesta hora, todos os jogadores param no lugar onde estão. O jogador com a bola pode dar três saltos e tentar ‘queimar’ alguma outra criança.

Se conseguir, quem foi atingido fica à frente da fila com a bola na mão. Caso contrário, ele mesmo deve ficar à frente da brincadeira.

Dica: quem errar o apelido ou disser um apelido que não existe – o que nesse jogo é muito comum – deve pagar uma prenda. Tem explicação no vídeo:



2- PEGA RABO
FAIXA ETÁRIAAcima de 6 anos
LOCALPraia, Parque, Condomínio
ESTIMULARAgilidade, Cooperação, Condicionamento físico, Velocidade
PARTICIPANTES8+
MATERIALFitas coloridas
COMO BRINCAR


Divida os participantes em duas equipes – ou mais, dependendo do número de participantes – e distribua, para cada uma, pedaços de pano ou fitas de cores diferentes, identificando cada time.

Os jogadores devem prender a fita no cós da calça ou bermuda, como se fosse um rabo.

Neste jogo de pega-pega, as crianças correm umas atrás das outras e tentam pegar o maior número de ‘rabos’ da equipe adversária. Quem ficar sem rabo espera a brincadeira acabar. Dica: determine um tempo para a caçada, como dois ou três minutos. Veja o vídeo:


4- QUEIMADA

FAIXA ETÁRIAAcima de 6 anos
LOCALCalçada, Praia, Quadra de esportes, Condomínio
ESTIMULARAgilidade, Velocidade, Mira, Atenção, Cooperação
PARTICIPANTES8+
MATERIALUma bola macia e giz para marcar a quadra

cOMO BRINCAR

Para o jogo básico, divida o espaço em dois campos do mesmo tamanho definindo os limites com um giz. Divida os participantes em dois times. O jogo começa quando um lançador atira a bola em direção a um dos jogadores do time adversário, se este for atingido pela bola estará fora do jogo. Se alguém do time adversário conseguir segurar a bola, sem deixá-la cair no chão, quem sai do jogo é o lançador. Se a bola bater no chão antes de atingir alguém, a posse de bola passa automaticamente para o time adversário que poderá atacar. Se algum jogador ultrapassar os limites do campo tentando fugir da bola será eliminado.

Para ninguém ficar de fora se pode fazer uma prisão. Quem for eliminado ficará atrás do limite do campo adversário e poderá atacar. Se atingir alguém do outro time o mesmo volta para a equipe inicial. O jogo ficará mais cooperativo se atrás de cada jogador houver uma lata. O participante só é queimado se a lata for derrubada por um adversário, sendo que as latas podem ser defendidas com os pés por qualquer um dos jogadores. Nesse caso, o jogo ficará ainda mais divertido ainda se houver mais de uma bola em campo.

Esta era a minha brincadeira favorita na infância!! Adorava de montão ;)



5- CORRIDA NO SACO


FAIXA ETÁRIAAcima de 7 anos
LOCALQuintal, Praia, Quadra de esportes, Salão de Festas
ESTIMULARAgilidade, Condicionamento físico, Equilíbrio, Velocidade
PARTICIPANTES2+
MATERIALUm saco de batatas, fronhas ou elásticos para amarrar as pernas

COMO BRINCAR

Marque um ponto para ser a linha de chegada e outro de partida. Cada participante deve entrar no saco ou fronha ou ter as pernas bem presas por um elástico. Ao ser dado o sinal os jogadores, aos pulos, precisam cruzar a linha de chegada. Os tombos são inevitáveis, por isso, uma superfície segura é fundamental.

Dicas: quando o número de participantes for grande, divida-os em grupos iguais e faça uma disputa de revezamento. Cada jogador que chegar ao lado oposto passa o saco para o parceiro que fará o percurso de volta. Com sacos bem grandes os participantes podem pular em duplas dentro do mesmo saco.



6- BAMBOLÊ



FAIXA ETÁRIAAcima de 6 anos
LOCALQuintal, Praça, Parque, Calçada, Praia
ESTIMULARRitmo, Coordenação motora, Equilíbrio, Condicionamento físico
PARTICIPANTES1+
MATERIALBambolê

COMO BRINCAR

Normalmente são as meninas que apreciam a forma tradicional da brincadeira. O bambolê é posicionado na altura da cintura e apenas com movimentos pélvicos são colocados para rodar.

O objetivo é conseguir manter o bambolê girando pelo maior tempo possível em volta da cintura. É preciso um pouco de treino até acertar o compasso. A partir daí, o desafio será girar mais de um bambolê na cintura. Os braços e o pescoço também são apoios comuns nessa brincadeira.

Dica: por se tratar de simples aros de plástico, os bambolês se adaptam muito bem a outras brincadeiras. Dá até para usá-los como substituto das cadeiras na 'dança das cadeiras' determinando que as crianças sentem dentro dos bambolês. Veja no vídeo como se faz um bambolê e brinque! ;)



7- DANÇA DA CADEIRA

FAIXA ETÁRIAAcima de 4 anos
LOCALQuintal, Dentro de casa, Salão de Festas, Condomínio
ESTIMULARAgilidade, Atenção, Movimento, Estratégia, Ritmo
PARTICIPANTES5+
MATERIALCadeiras

COMO BRINCAR

Disponha as cadeiras em círculo, sendo que o número de assentos seja menor do que o de participantes.

Coloque uma música para tocar. Enquanto a música toca, todos os jogadores dançam em volta das cadeiras. Quando a música parar, cada um deve tentar ocupar um lugar. A criança que não conseguir lugar sai do jogo levando consigo mais uma cadeira.

O vencedor será aquele que conseguir sentar na última cadeira.

Dica: bole variações que dificultem o jogo, como dispor as cadeiras em fila, sendo que cada uma ficará virada para um lado, ou peça para que as crianças dancem em circulo mais longe das cadeiras



8- Pular corda


FAIXA ETÁRIAAcima de 5 anos
LOCALCalçada, Quintal, Parque, Condomínio, Praça
ESTIMULARAgilidade, Condicionamento físico, Cooperação, Memória, Sequência, Lateralidade, Socialização
PARTICIPANTES2+
MATERIALUma corda

COMO BRINCAR

No jogo básico dois participantes seguram cada um uma ponta da corda, batendo-a em círculo e de forma ritmada enquanto o terceiro integrante pula, assim que ela tocar o chão. Para deixar o jogo mais divertido tanto o ritmo das batidas quanto os pulos podem variar. Quanto maior o número de jogadores e mais rápido o ritmo mais difícil fica, ainda mais se os pulos forem coreografados por cantigas como esta:

Um homem bateu em minha porta
E eu abri.
Senhoras e senhores, ponham a mão no chão (o jogador pula e rapidamente abaixa e toca o chão)
Senhora e senhores, pulem num pé só (o jogador pula com um só pé)
Senhoras e senhores, deem uma rodadinha (o jogador pula e roda)
E vá pro olho da rua! (o jogador sai debaixo da corda)Dica: para os mais experientes é possível usar duas cordas sendo que a que ficar na mão esquerda bate-se no sentido horário e a da mão direita no sentido anti-horário. Para crianças menores, a corda pode ser usada em jogos mais simples, como ‘Cobrinha’ (os batedores encostam a corda no chão e a movimentam rapidamente da direita para a esquerda, enquanto o pulador atravessa de um lado para o outro sem tocar a corda) ou ‘Reloginho’ (um batedor fica no centro, girando a corda, que ficará um pouco estendida no chão enquanto os puladores, que ficam em volta do batedor em círculo, saltam assim que a corda se aproxima para não serem atingidos).




9- AMARELINHA

FAIXA ETÁRIAAcima de 4 anos
LOCALCalçada, Praia, Quintal, Quadra de esportes, Praça
ESTIMULAREquilíbrio, Agilidade, Mira
PARTICIPANTES1+
MATERIALGiz e um marcador para cada participante

COMO BRINCAR

Desenhe o diagrama com o giz sobre a calçada ou asfalto. O traçado tradicional é um retângulo grande dividido em dez retângulos menores – as ‘casinhas’ – numerados de 1 a 10. Na parte superior do diagrama, faça uma meia-lua e escreva a palavra ‘Céu’.

Para jogar, fique atrás da linha do início do traçado – do lado oposto à palavra ‘Céu’ – e atire o marcador na casinha que não poderá ser pisada, começando pelo número 1. Atravesse o resto do circuito com pulos alternados nos dois pés e em um pé só. Ao chegar no ‘Céu’, faça o caminho de volta do circuito, pegue o marcador - sem pular na casa onde ele está – e volte para trás do traçado. Depois jogue o marcador na próxima casinha e assim sucessivamente. Se errar, será a vez do próximo jogador.  Vence quem completar todo diagrama primeiro.

Dica: para inovar, faça circuitos em formatos diferentes, como caracol ou retângulos maiores. Para as crianças mais novas, os circuitos podem ser menores e podem ser feitas exceções – como, por exemplo, permitir que elas pulem com os dois pés em todas as casas.



10. O MESTRE MANDOU

FAIXA ETÁRIAAcima de 4 anos
LOCALCondomínio, Praia, Quintal, Salão de Festas, Quadra de esportes, Calçada
ESTIMULARConcentração, Imaginação, Coordenação motora, Agilidade, Atenção, Linguagem corporal
PARTICIPANTES3+

COMO BRINCAR

Um dos participantes é encarregado de ser o mestre e ficará a frente dos outros jogadores. Ele dará as ordens e todos os seguidores deverão cumpri-las desde que sejam precedidas das palavras de ordem: “O mestre mandou” ou “Macaco Simão mandou”.

As ordens que não começarem com essas palavras não devem ser obedecidas. Por isso, esse é um jogo que exige bastante atenção, uma vez que será eliminado aquele que não cumprir as ordens ou cumprir as ordens sem as palavras de comando.

A diversão está na dificuldade das tarefas dadas pelo chefe, que pode pedir, por exemplo, que os seguidores tragam objetos de determinada cor ou façam uma sequência de atividades de uma vez só, como: “O mestre mandou... pular de um pé só mostrando a língua, girando e batendo palma!”




Notou como é fácil se divertir sem nenhum aparelho ou tecnologia? Brincadeira de criança é tudo de bom para a saúde delas e nossa meus amigos! Vamos brincar minha gente, que é tudo de bom! Feliz dia das crianças!! :)))

imagens do Google Imagens e Vídeos do Canal do You Tube

13 comentários:

  1. No meu tempo ainda, época sem a febre dos jogos eletrônicos, as crianças passavam umas para as outras essas brincadeiras. Hoje ninguém mais conhece. Legal você trazer à memória essas diversões, que além de legais, são tão saudáveis.
    Abençoada sejas!
    Bjk, amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Rosimeri! Que surpresa sua visita querida!!
      Obrigada pelo carinho da participação!

      Sim, no nosso tempo brincávamos de tanta coisa na rua não é mesmo?
      Brincar de roda, de esconde- esconde, de pula- pula e sempre rodeada de amiguinhos...
      Ai, que saudade que dá da infância! Era bom demais!
      A gente nem sabia o que era bullying, brincávamos uns com os outros com alegria e naturalidade!
      Os tempos realmente mudaram e hoje em dias as crianças estão tão dependentes da tecnologia não é mesmo?
      Sim, por isso que quiz resgatar algumas e ainda ficaram tantas para trás!
      Adoro as cantigas de roda também...rsrs

      Beijos querida e muito obrigada pela participação!!
      Tenha um dia das crianças maravilhoso tá?
      Linda semana! :)))

      Excluir
  2. Olá, minha querida e adorável amiga Adriana!!!

    Minha querida amiga, uma semana novinha, com um belo feriado e muito propícia para o importante assunto “crianças”. Elas precisam queimar energias e nada mais interessante que as velhas e alegres brincadeiras infantis, são ótimas para a saúde da mente e do corpo.

    Grande verdade, a tecnologia criou um novo tempo, as crianças preferem a diversão tecnológica e deixam de lado as sadias e necessárias brincadeiras de crianças. E isso não é mesmo nada bom, até com as crianças é necessário o equilíbrio. Os dois podem, e devem, conviver harmoniosamente, cabe aos pais e família saberem dosar uma e outra.

    Se deixar por conta da criança acaba vencendo a tecnologia, pois não exige esforço algum e a comodidade e facilidade acabam dando ponto para a TV, os dispositivos móveis, os jogos eletrônicos...

    As crianças precisam brincar, é a fase da vida que mais precisa de ação, de exercícios... são brincadeiras que também tem a função de promover e melhorar a convivência social. Sim, é aqui que elas vão aprender a viver socialmente, criar amigos e afetividades.

    A família é sempre muito importante no incentivo, os pais, os tios, as tias, os avós, todos podem e tem a obrigação de colaborar.

    Querida amiga, você escolheu muito bem, as brincadeiras são todas bem divertidas e muito saudáveis, ajudam em muito nos exercícios físicos e no desenvolvimento mental e social.

    A matéria ficou ótima, além de citar as brincadeiras, você descreveu cuidadosamente cada uma delas, inclusive postando os vídeos explicativos e as características de cada atividade, excelente!

    Parabéns, querida amiga, a sua matéria ficou maravilhosa e perfeita, como sempre, adorei!!!

    E vamos brincar!!!
    Não tem coisa melhor!!!

    Tenha uma semana maravilhosa, repleta de muitas alegrias e de muita paz!!!

    Dizem que todos têm uma criança alegre dentro de si, mas poucos a deixam viver... Vamos sempre valorizar este lado, que é tudo de bom... então...
    FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!!!

    Abraços com carinho e bom feriado pra você!!! :))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viiiva Luis, meu querido amigo chegou para alegrar esse cantinho aqui nesta manhã chuvosa!!
      Bom demais amigo!! Adorei seu comentário tão divertido e tão importante!

      rrs é verdade, as crianças estão sempre na voltagem máxima e tem energia para dar e vender!
      Ah, que saudades do meu tempo de criança quando correr era a nossa principal diversão amigo...rsrs

      Sabe, meus pais moravam em uma casa que ficava sob um barranco, na pequena cidade de Santa Teresa, aqui, interior do Espírito Santo. Adivinha o que eu sempre fazia no barranco?
      Tentava escalar e, apesar de perigoso, eu não sentia uma pontinha de medo...hahahaha
      Detalhe, minha mãe nem sabia que eu subia o barranco e se soubesse provavelmente levaria um puxão de orelha daqueles...
      Agora fico pensando: a gente corria, se esfolava nos tombos de bicicleta, subia barrancos perigosos e nunca aconteceu nada de grave conosco...
      Fazíamos algazarra, vivíamos estropiados e descabelados.....kkkkkkkk
      Minha roupa estava sempre suja das brincadeiras de "cozinhar"que eu fazia!
      Minhas pernas sempre roxas de tanto pular o elástico, não sei se você se lembra dessa brincadeira que aliás, treinei tanto, que fui a campeã da escola! Mas aí depois chegaram as professoras e cortaram o nosso barato dizendo que a brincadeira de pular elástico poderia ocasionar varizes futuras....
      Ora, e nós, crianças estávamos preocupadas com isso?
      kkkkkkkk Só queríamos nos divertir!
      E aposto que deve te sido por causa dessa brincadeira que minhas pernas, até hoje são fortes e aguentam correr e andar.....rsrsrsrs

      Amigo, como você sabiamente disse faz-se necessário equilíbrio entre as brincadeiras com os aparelhos eletrônicos....Ambos são bons e se usados com inteligência e harmonia, fazem o maior bem para as crianças e os adultos que as acompanham!

      A família precisa estar unida em todos os aspectos, inclusive na prática de brincadeiras e atividade física! Família que brinca e se exercita unida, permanece unida para sempre! :)

      Muito obrigada por ter gostado do artigo amigo, pois estava querendo resgatar brincadeiras que já estavam ficando esquecidas no tempo, onde o divertimento era expontâneo e genuinamente esportivo!

      Desejo um dia das crianças maravilhoso, com muita alegria e felicidade amigo!!
      Vamos brincar, pois nunca devemos deixar de lado o nosso lado infantil, se divertir, rir e ser sobretudo muito feliz!!! :))))

      Um grande e caloroso abraço com todo o carinho do mundo!

      Excluir
    2. Olá, minha querida e adorável amiga Adriana!!!
      Que bom que gostou do comentário... Viva, viva!!!
      Fico feliz com seu carinho de sempre, valeu!!!

      Pois é, querida amiga, no nosso tempo eram outras brincadeiras, nem se falava em diversão virtual e eletrônica, dá mesmo muita saudade daquele tempo, as brincadeiras eram sadias e sempre a principal diversão era correr ou pular muito... rsrsrsrsrsrsrs...

      Fazíamos tanta arte, tanta travessura, tanta correria, mas Deus estava sempre ali, nos protegendo do perigo e dos acidentes... ahahahaha... As crianças nem se preocupam com essas coisas de segurança, a diversão é a única preocupação... o resto ficava mesmo por conta de Deus... rsrsrsrs...

      Sim, hoje as brincadeiras são outras, mas é preciso equilíbrio, pois as duas são de grande importância para o desenvolvimento das crianças. Os aparelhos eletrônicos também têm a sua função, são essenciais para o desenvolvimento mental. Cada uma tem a sua importância e podem muito bem viver em harmonia.

      A família deve estar sempre presente, é ela que vai incentivar e dosar cada uma das atividades. Grande verdade, a união e colaboração sempre faz a força!!! :))

      Pois é, querida amiga, muitas brincadeiras já se perderam no tempo e precisam de resgate. Daí a importância desta sua matéria.

      Obrigado! Que tenhamos um maravilhoso, alegre e feliz dia das crianças!!!
      Vamos participar e comemorar muito, certamente que as crianças vão adorar!!!
      E nós também!!! :)))))

      Boas brincadeiras e bom descanso pra você!!!
      Abraços com muito carinho e muita paz!!!

      Excluir
    3. Luis, muito boa tarde querido amigo!!
      Sim, adoro os seus comentários e sou eu que demoro um pouco a responder, principalmente quando tem um feriado no meio da semana para tirar a gente do norte e do sul... rsrs
      Puxa, mal deu para descansar, porque eu brinquei mais do que podia com meu sobrinho e acabei ficando ainda mais cansada...kkkkkkkkkkk
      Ensinei a ele umas brincadeiras do meu tempo, onde eu era fera na queimada....
      Mas ele entusiasmou-se no início e depois já foi abandonando querendo o tablet :(
      Sim, as crianças de hoje não sabem o que estão perdendo amigão!!!!!
      Eita tempo bom o nosso onde vivíamos ralados de tanto brincar na rua e subir nas árvores!!! kkkkkkkkkkkk

      Sim amigo e como muito bem mencionou Deus nos protegia e nos mantinha seguros!!
      Graças a Deus nunca quebrei uma perna! Só ralei bastante os joelhos que ficaram até com cicatrizes....kkkkkkkkkkkkk

      A família é importante demais para o desenvolvimento da criança e saber equilibrar a tecnologia com as brincadeiras antigas e sadias é o segredo do equilíbrio!!!

      Agradeço demais seu carinho amigo e aproveito para desejar um final de semana espetacular, aproveite bem para descansar ou até mesmo se divertir muito!!!
      Abraços com todo o carinho do mundo amigo!! :))))))))

      Excluir
    4. Bom dia, minha querida e adorável amiga Adriana!!!
      Não tem nenhum problema querida amiga, não tem nenhuma pressa, tudo tem o seu tempo e a resposta veio rapidinho... rsrsrsrsrs...
      Ahahahahaha... Descansou a mente e cansou os músculos, mas tudo isso vale muito a pena... temos o final de semana para descansar... rsrsrsrsrs...
      É uma pena que ele não mostrou muito interesse pelas brincadeira do nosso tempo... mas os tempos são outros, é natural ele escolher aquilo que está acostumado.
      Sim, vivíamos com os cotovelos e os joelhos todos ralados... kkkkkkk... :))

      Verdade, é muito importante equilibrar as novas tecnologias com as exercitantes e saudáveis brincadeiras antigas, uma desenvolve o conhecimento, a outra a saúde e convivência, o segredo é sempre o equilíbrio!!!

      Obrigado querida amiga, também agradeço muito por sua atenção e carinho, valeu!!!
      Tenha também um final de semana espetacular e muita abençoado!!!
      Abraços com muito carinho e muita paz, querida amiga!!! :)))))))))

      Excluir
  3. Olá minha doce amiga.
    Salve, salve nossas crianças nessa semana da criança e todos os dias!👏👏👏

    Viajando nessa linda postagem, eita que agora voltei no tempo! Um tempo em que ser criança de fato, era ser criança, não é mesmo? As brincadeiras eram simples mas eram muito dinâmicas e deliciosas! Que saudade dos caracóis, das amarelinhas, de subir nos pés de frutas para se esconder... kkkkk
    Na pré-adolescência, o forte da época, era o Pique-Bandeira. Queimava todas as calorias a mais!rs
    Os tempos, hoje são outros. E, depende muito dos pais, o equilíbrio da simplicidade de antes com a modernidade de hoje. É preciso discernimento para equilibrar tudo, né não? Senão acabam permitindo demais ou privando demais.

    Lindo de viver o teu post, amiga! E eu, como sempre, saio deixando para você muitos aplausos e grata pela linda partilha. Uma delícia passar por este cantinho de encantos.

    Final de semana lindo para você!
    Beijos, flor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, eu simplesmente adoro quando você vem aqui deixar tanto carinho amiga!!!
      Ando sensibilizada ultimamente, com muita saudade dos tempos mais antigos em que os amigos e amigas passavam com mais frequência em nossos cantinhos e fazíamos aquela festa!

      Mas creio que os tempos mudam, a crise chega e tudo fica mais difícil, até a interação que antes era tão frequente acaba ficando mais espaçada!!!
      Por isso que adoro quando aqui vem deixar toda a sua ternura amiga! :)))

      Sim, eu quiz resgatar algumas brincadeiras que estavam esquecidas... rsrs
      Era do meu tempo e eu quase já sou do século passado...kkkkkkkkk
      Ah, subir nos pés de frutas eu amava e nem sempre era para tirar frutas: era simplesmente para ver a vista lá de cima e ficar fazendo traquinagem jogando galhinhos e frutinhas na cabeça de quem passava por baixo ...kkkkk Cada uma que já aprontei!!! kkkkkkkkk

      Sim, Pique Bandeira!! Nossa, como pude me esquecer de colocar?
      Creio que precisarei fazer um adendo no post que já está gigante e pesadão...rsrs
      Mas como era gostoso brincar de pique!!!
      Por isso que o equilíbrio em tudo na vida é importante né amiga?
      Saber dosar tecnologia com brincadeiras fora do ambiente de casa pode ser uma ótima opção para tornar as crianças muito mais equilibradas e também cientes da importância da prática da atividade física desde muito precoce. :)))

      "Eu mei te ver" minha linda, como naquela canção do Tiago Iorc que adoro!! rsrs
      https://www.youtube.com/watch?v=W62-ZG9tPpI
      Bom demais ter você aqui pertinho de mim, bem juntinha!!!!

      Tenha igualmente um final maravilhoso querida!!
      Beijos e tudo de bom e de lindo!!!!

      Excluir
  4. Sua postagem reflete exatamente o que penso, pode até existir uma ou outra criança hiperativa, mas a maioria esmagadora são crianças que não extravasam o excesso de energia. Lembro que no meu tempo, íamos à escola, depois pra casa, almoço e rua! Só voltávamos para janta, cansados e sujos. Era banho, uma salinha com os pais e irmãos e cama. Hoje a molecada não sabe nem subir numa árvore!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rogerio Machado!
      Seja muito bem-vindo!

      Exatamente, as crianças tem uma energia e um vigor que muitas vezes é mal interpretado pelos profissionais!
      O que elas precisam é brincar como nos velhos tempos e se divertir com todos!
      O equilíbrio entre a tecnologia e as brincadeiras que fazem com que elas pratiquem atividade física é fundamental para o bom desenvolvimento mental e corporal das crianças. :)))
      Assim se tornam adultos responsáveis e conscientes de seu papel na sociedade!

      Eu fui uma criança muito levada e subia em árvores e brincava de queimada como nenhuma outra...hihihihihi Aliás, pratico até hoje!!!!

      Muito obrigada por sua visita e desejo uma semana maravilhosa!! :)))

      Excluir
  5. Hoje em dia tá tão difícil ver criança brincando assim. Revivi minha infância lendo a postagem. Adorei, Adriana! Bjssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sérgio, muito bom dia!

      Com certeza amigo! É quase uma extinção das brincadeiras dos tempos da nossa velha infância..rsrs Aliás, nem tão velha assim né? rsrs
      Eu fui uma autêntica moleca de rua, pois brincava demais correndo e subindo em árvores por aí...hihihihihihihi

      Obrigada pelo carinho amigo e desejo uma semana incrível para você!
      Beijos!!!

      Excluir

Fique à vontade para expressar seus sentimentos e sugestões.
Você é sempre muito bem-vindo(a)! Obrigada e Abraços!

Tecnologia do Blogger.