Lembranças da infância: Formatura no Jardim!


Olá  amigos!

Me diga: O que você lembra de sua infância? Normalmente, quando olhamos para o passado, sobretudo para quando éramos crianças, o que nos vem é uma grande nostalgia e temos a tendência de considerar aqueles dias com se fossem os melhores de nossa vida.  Bem, não sei se todos são assim, mas vejo a minha infância como maravilhosa  e divertida ao lado dos meus queridos pais!

Pensando nisto,  nesta semana  falarei um pouco da minha. Sim, tudo isso em razão de  ser uma  semana de festa aqui em casa, por estarmos  comemoramos a formatura de minha irmã caçula! Mas a dela é de Psicologia e não do Jardim da Infância, pois já é uma mulher adulta e pronta para enfrentar os desafios que a esperam!


E também por termos passado um susto com o papai, que passou mal e foi  parar no  hospital. Até então , nunca havia acontecido isso, pois  é forte como um touro. Por isso, sinto-me aliviada agora e para esquecer os momentos de sofrimento, nada melhor do que relembrar momentos de pura felicidade!!!

Por tais  motivos acima mencionados, lembrei-me  da minha infância e formatura: mas não foi da minha formatura em Direito, já completamente adulta...Foi a do Jardim de Infância, por incrível que pareça!

Sim, foi uma época de pura glória!! Lembro-me com carinho da minha beca da formatura que foi devidamente confeccionada pela minha mãe: era  da minha cor favorita. Azul da cor do céu ,assim como foi azul o meu vestido de dama de honra em um casamento  e primeira Comunhão.. mas estes últimos já se tratam de outras lembranças que falarei posteriormente...

Gosto de lembrar da infância,  mas isso não quer dizer que queira voltar no tempo.  É claro que, mesmo com percalços peculiares,   me sinto bem no presente e estou, acho que há um bom tempo, sempre olhando para o  futuro. 

Antes de mostrar a meu jardim da infância, que tal conhecer um pouquinho a cidade de Santa Teresa?

Santa Teresa é um município brasileiro do estado do Espírito Santo.É reconhecida como a primeira cidade fundada por imigrantes italianos no Brasil e por ser a  cidade   "Beija-flor do Espírito Santo", graças à abundância destas aves na região e, principalmente, por ser a terra onde nasceu e viveu o cientista Augusto Ruschi — pioneiro nas pesquisas com beija-flores e fundador do Museu de Biologia Professor Mello Leitão, localizado na cidade.

 O município possui uma das mais exuberantes biodiversidades do mundo, e está cercado pelas montanhas da região serrana do Espírito Santo, com cerca de 40% de seu território composto de Mata Atlântica. Mais detalhes você encontra aqui. Antes de chegar na cidade, somos agraciados com uma visão espetacular: Do alto das montanhas, é possível ver o mar, pois Santa Teresa está localizada a 655 metros de altitude. Esta é a visão com o mar dividindo o seu azul com o  azul do céu! Resumindo: o azul está há tempos presente na minha vida, desde a infância!!
 Mar visto das montanhas de Santa Teresa E.S. . 
Photo author: Elpídio Justino de Andrade, Fecha:14 April 2008


Pois é, Santa Teresa como você pode perceber,  é uma cidade abençoada pela flora e pela fauna em especial, pois além de ser a terra dos Colibris, fica praticamente ao  lado de um vale de montanhas de beleza  esplêndida: O vale do Canaã!!! O Mirante do Vale do Canaã fica a 1 Km do centro, pela rodovia que liga Santa Teresa ao vizinho município de São Roque. Para alguns, o vale serviu de fonte de inspiração para o romance Canaã, publicado em 1902 por Graça Aranha. Do mirante avista-se a rodovia serpenteando as montanhas até atingir o fundo do vale. É uma visão deslumbrante.
Picture title: . Vale do Canaã - Santa Teresa E.S. . 
Photo author: Elpídio Justino de Andrade, Fecha:14 April 2008
Percebe então como fui agraciada em passar a infância em um lugar tão lindo e acolhedor?  Mas agora chegando na escolinha , você nem vai acreditar qual era o nome do meu Jardim de Infância: tinha a peculiar denominação  de " Dona Minininha". Não é uma gracinha? Pois é, ficava em um local lindo: bem pertinho do Jardim dos Beija-Flores, na praça central de Santa Teresa-ES. Situava-se à esquerda desde belo jardim. 

Praça Central de Santa Teresa-ES


Eu não tenho uma foto do meu jardinzinho original: Tudo lá está muito modificado agora. Entretanto, é assim que o jardim era para mim. Uma casa de alegria, onde eu fui alfabetizada e tinha coleguinhas para brincar. 

                           


Na semana que antecedeu a formatura, minha querida professora Olga, pediu para a nossa turminha desenhar algo bem bonito, pois o desenho mais interessante e criativo  seria a capa do convite da formaturinha. É capaz de ninguém acreditar, mas o desenho escolhido foi o meu!!!!!  Neste domingo,  vasculhando minhas memórias em uma caixa de papelão,  encontrei o convitinho, que para  mim teve um significado muito especial. Olha só o meu desenho à esquerda..rsrs

Depois que a professora escolheu o desenho mais "criativo", obviamente  requisitou para a secretaria "rodar " o convite e cada coleguinha pintou o seu à sua maneira. Eu pintei daquela forma e  depois entreguei aos meus convidados para o grande momento.

A relação dos alunos, daquele tempo, está quase apagada. O tempo amarelou o papel , mas ainda tive a sorte de encontrá-lo inteiro! Infelizmente não consegui  obter  contato com nenhum deles.   Mas ressalto que  a nossa turminha era muito animada e divertida. Todas as canções infantins  que guardo na memória, aprendi lá e na companhia deles. Quem sabe alguém aparece? Seria uma ótima notícia depois de tantos anos!!! Veja se o seu nome está inserido na listinha abaixo . Talvez tem alguém por aí lendo e relembrando esses momentos!
Convite de Formatura Adriana
A  cerimônia ou "colação de grau" aconteceu na capela  no Colégio Santa Catarina. 
Escola Santa Catarina
O interior da capela guardo no coração até hoje: lindíssimo, com um grande corredor e foi neste que recebi o meu diploma, enroladinho em um papel celofane azul diretamente das mãos do meu querido papai, Antonio Gonçalves e do Frei Agostinho que presidiu a cerimônia de  entregas dos diplominhas. Eu tenho a foto deste momento solene. É muito anos 70, veja só as roupas do papai, bem coloridas e estava com calça boca de sino! Fui muito aplaudida, mas na época  nem percebi a importância do evento, afinal era criança e apenas queria saber de  brincar!
Recebendo o meu diploma das mãos do papai
Também tenho uma linda lembrança da minha professora, Tia Olga! Foi ela que se despediu de mim com um beijo e senti naquele momento percebi o  quanto gostava de mim!  Mas me diga se eu não estava um  luxo na minha "bequinha". Pena não ter uma fotografia com a mamãe! Afinal foi ela que  costurou a minha imponente roupinha para o dia especial com aquele bordado  branquinho em forma de infinito. A foto perdeu a cor original, mas posso assegurar que  a minha beca era de um azul lindíssimo, profundo, da cor do céu!!! 
Recebendo os cumprimentos da Tia Olga
Todos nós, alunos, recebemos o desenho de como deveria ser o chapéu de formatura  e cada família confeccionou o seu.  Foi uma festa e eu ajudei mamãe a fazê-lo. O desenho explicava direitinho e só precisamos acompanhar o modelo. Um belo trabalho manual! Ficou perfeito!!!
Ilustração do modelo usado

Minhas lembranças de infância não param por aqui! Ainda tenho histórias quentíssimas para relatar! Mas algumas, posso adiantar e vou fazer um resuminho das coisas que eu mais gostava de fazer :

Tomar banho em rio – Já  escrevi um post especial sobre tomar banho de rio: Veja aqui, é bem fresquinho! Eu não tinha noção alguma dos perigos que  poderiam estar escondidos sob a água.



Subir em árvores para apanhar frutas no pé  Sozinha, com minha irmã Luciana  ou minha amiguinha Arlece, este era um dos divertimentos favoritos, sem dúvida nenhuma. E apanhá-las no mais alto possível, fazendo malabarismo e correndo o risco de uma queda que poderia causar problemas. Neste caso, quando mais difícil, melhor.Adoro desafios!!!!


Ler  muita  história  em quadrinhos e fazer coleção de revistinhas:  Adorava as revistas da Turmas da Mônica, mas tinha uma  vasta coleção das histórias de Walt Disney , como o Tio Patinhas pão-duro e a  história da moedinha número 1. Algumas revistas eu tenho até hoje, mas as traças corroeram um pouquinho.Eu guardava todas em uma grande mala e morria de ciúmes de todos os exemplares.


Pois é, foi, sem dúvida, um tempo muito divertido. Posso, neste caso, me considerar um privilegiada por ter tido uma infância rica em experiências e, ao mesmo tempo, protegido no meio da família, com meus queridos papai e mamãe.  Foi, também, um tempo rico de aprendizado, de ver como o mundo era e de me preparar para ele. Mas esta história não acaba aqui, ainda continua nos próximos capítulos.  Encerro  com um texto  brilhante ,alguns o colocam como sendo o autor o jornalista Pedro Bial, outros relatam como sendo de autor desconhecido. Mas  o  que importa é o seu conteúdo significativo:

Tudo o que hoje preciso realmente saber, sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância. A sabedoria não se encontrava no topo de um curso de pós-graduação, mas no montinho de areia da escola de todo dia.



Estas são as coisas que aprendi:
1. Compartilhe tudo;
2. Jogue dentro das regras;
3. Não bata nos outros;
4. Coloque as coisas de volta onde pegou;
5. Arrume sua bagunça;
6. Não pegue as coisas dos outros;
7. Peça desculpas quando machucar alguém; mas peça mesmo !!!
8. Lave as mãos antes de comer e agradeça a Deus antes de deitar;
9. Dê descarga; (esse é importante)
10. Biscoitos quentinhos e leite fazem bem para você;
11. Respeite o limite dos outros;
12. Leve uma vida equilibrada: aprenda um pouco, pense um pouco... desenhe... pinte... cante... dance... brinque... trabalhe um pouco todos os dias;
13. Tire uma soneca a tarde; (isso é muito bom)
14. Quando sair, cuidado com os carros;
15. Dê a mão e fique junto;
16. Repare nas maravilhas da vida;
17. O peixinho dourado, o hamster, o camundongo branco e até mesmo a sementinha no copinho plástico, todos morrem... nós também.



Pegue qualquer um desses itens, coloque-os em termos mais adultos e sofisticados e aplique-os à sua vida familiar, ao seu trabalho, ao seu governo, ao seu mundo e vai ver como ele é verdadeiro, claro e firme. Pense como o mundo seria melhor se todos nós, no mundo todo, tivéssemos biscoitos e leite todos os dias por volta das três da tarde e pudéssemos nos deitar com um cobertorzinho para uma soneca. Ou se todos os governos tivessem como regra básica, devolver as coisas ao lugar em que elas se encontravam e arrumassem a bagunça ao sair. Ao sair para o mundo é sempre melhor darmos as mãos e ficarmos juntos. É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão.

"O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem souber ver"...


Fontes de pesquisa:Prefeitura de Santa Teresa-ES  e O pensador Fotos: Elpídio Justino de Andrade e arquivo pessoal Demais Imagens: Google imagens

Seu comentário é muito bem-vindo! Obrigada!

30 comentários:

  1. Olá Adriana, boa noite. Muito obrigado por tudo isto, foi delicioso ver o retrato de uma infância feliz. O local é de facto maravilhoso. Estava eu só para dizer isto quando vi a fotografia das revistas. Sabe que elas também se vendiam por aqui? Que pena tenho agora de não as ter guardado. Ainda me esforcei por tentar reconhecer uma ou duas capas, mas foi inútil. Também eu revisitei a minha própria infância através da sua fotografia: Muito obrigado. Uma boa semana para si. Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite José Sousa! Agradeço muito a sua visita!
      Tem momentos que nos pegamos a pensar na infância. O engraçado é que os últimos acontecimentos em minha vida desencadearam tudo isso e resolvi registrar, afinal o Blog é como um diário da vida não é mesmo?

      Ah, que pena mesmo não ter guardado suas revistas em quadrinhos... mas realmente é difícil mantê-las preservadas depois de tanto tempo... Volta e meia preciso verificar para não virar comida de traça.. As páginas ficaram amareladas e o papel tornou-se frágil.. mas elas ainda existem e gosto de todas assim mesmo!!!
      Fiquei feliz que tenha se identificado com algumas fotos! Isso é a certeza de que a infância foi maravilhosa para você!

      Abraços e muito obrigada!!
      Tenha uma ótima noite!!!

      Excluir
  2. Ei Adriana,

    Fiquei encantada com seu artigo de hoje e me até vontade de um dia contar minha infância também, rsrs, amiga que coisa mais gostosa é dizermos que apesar de todas as dificuldades tivemos uma infância feliz.

    Me lembro sim da minha formatura de pré primário, de beca preta em detalhes branco , da minha professora chamada tia cláudia, e pra completar no dia do evento chovia muito e como não tínhamos carro meu pai me levou de bicicleta, e caiu uma imensa chuva, rsrrs, e meu pai fazendo de tudo pra me proteger e chegar intacta até o local, conto isto porque é a cena mais gostosa de lembrar, pois o carinho dele a força de vontade dele em me ver feliz naquele dia foi maior do que todas as dificuldades.

    As fotografias relatam tudo, sempre fui bem quietinha, tímida, mas aproveitei muito a minha infância pois minha timidez não me impedia de subir em árvores até que um despenquei do pé de ameixa em cima de uma pedra e levei 10 belos pontos.

    O que eu mais apreciava era férias na casa dos meus avós, não tinha coisa melhor, e enfim foram momentos ternos. Amei a sua finalização, quando especifica os aprendizados de infância que servem para que adultos coloquem em prática, são itens que aprendemos que deixamos para traz..a boa arte de sermos gente grande com classe...

    Amiga, falei demais né, mas foi você que abriu as portas que por sinal amei...

    Beijos em seu coração e obrigada por me permitir lembrar de tudo isto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Cecília!
      Adorei o seu comentário amiga: imaginei a cena inteirinha na minha cabeça: Você toda arrumadinha, belíssima, com a beca perfeita e sendo carregada por seu querido papai na bicicleta: que cena linda e emocionante amiga!! Vocês correndo da chuva então, que incrível!!! Daria com certeza um belíssimo artigo e com a sua facilidade então em tornar tudo poesia,aí é até covardia não é ? Vou ficar aqui aguardando ansiosa!!!

      Nossa, é mesmo? Você caiu de uma árvore? Que perigo.. o problema é que tinha uma pedra no meio do caminho.. olha só: também dá poesia amiga!!! Mas ainda bem que recuperou-se totalmente: as crianças saram bem mais rápido .. nós adultos é que complicamos com tantos remédios e lamentações ...

      Adorei demais a sua visita amiga, você é sempre aguardada com muito carinho e vejo que as postagens que falam do nosso interior e de momentos felizes da infância te deixam igualmente mais feliz!!!
      Muito obrigada querida, fico desejando uma linda noite para você de recordações com cheirinho da infância!!
      Beijos!!!

      Excluir
  3. Dri querida, senti uma saudade enorme ao ver sua foto menininha ainda. E também do mano, ao ver aquela custeleta a lá Elvis, é...andávamos na moda...kkk...e hoje?!
    O tempo passa e a gente muda demais...mas o que está gravado no coração permanece inalterável e uma das coisas mais profunda que guardo em meu coração é o amor que sinto por vcs, embora a tenhamos pouco oportunidade de isso demontrar. Bjs.sobrinha amada e parabéns pela nova postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite meu querido tio Paulo!

      Ah, que bom que veio conferir o seu maninho todo encrementado como o Elvis!! Totalmente setentão!!!
      Na madrugada de domingo, o papai nos deu um baita susto, mas agora já está muito bem...É por isso que resolvi homenageá-lo à minha maneira- reunindo 2 em 1..rsrs

      Também gosto muito da sua presença e do seu carinho! A distância real é grande, mas virtualmente estamos sempre juntos e unidos!!!

      Um beijão tio, agradeço sua visitinha e comentário: já fazia um tempinho que não passeava por aqui e sua visita me deixou muito contente!!!

      Beijos a todos daí, oK?
      Boa noite!!!

      Excluir
  4. Adri, minha prima e Anjinha!

    Que viagem gostosa fiz dentro de sua crônica!!!!
    Querida, de tantos textos que gostei ler seus, esse é pra mim, particularmente o mais tocante! Bem escrito, detalhado, sensível, enfim: MARAVILHOSO!!!!
    Sou igual a você, querida, de guardar boas lembranças (as ruins, jogo-as todas na lata do lixo mental! rs) e a infância minha foi também deliciosa, ainda que com muitos percalços (nasci numa época desatrosa financeiramente falando dos meus pais), mas nem por isso não curti!
    Não tive formatura de jardim, porque não fiz o jardim! Aprendi a ler e a escrever com uma "tia" de bairro, que tinha 17 anos na época e estava se formando em professora. Foi num termpo recorde: em 1 mês eu já sabia ler e escrever! Excesso de inteligência minha? Não! Era ansiedade em ler gibis e historinhas dos livros dos manos mais velhos! kkkkkkkkkkkkkk
    Nunca fui daminha de honra também... Mas nem reclamo porque eu era tímida demais e nem conseguiria sequer pôr o vestido, o que dirá entrar na igreja! rs (Eu me lembro que meus dois primos já adultos e prestes a se casarem, andaram cogitando isso e meu coração ficou aos pulos de apreensão, torcendo para que desistissem: Deus atendeu as minhas preces!!!! rs)
    Adorei as fotinhos de você menina e também as iamgens do local de onde cresceu, a igreja, a bequinha... TUDO!!!!
    Estava pensando, Adri, na nossa brincadeira de nos chamarmos de prima. Sabe que até pode ser que isso seja real? Talvez de terceiro graus, quem sabe? Não sei se já te disse, mas minha mãe nasceu e foi criada até a idade adulta, na cidade de Vitória, com os irmãos e uma infinidade de primos!!!! Família bem grande, de descendência de portugueses e italianos, os Vieira de Miranda. Os vizinhos mais chegados eram os Barcini, gente que, junto a eles, praticamente formavam uma famílai só! (Mas os Barcini tinham uma situação financeira melhor, enquanto que os Miranda, estavam em fase decadente! rs)
    Bem, acho que falei demais...

    AMEI DE VERDADE seu post!!!!
    Foi uma delícia ler cada vírgula escrita; obrigada por nos agraciar com tão ricos momentos!!!!

    Beijos da sua prima, que pode não ser de sangue, mas é de coração!!!!

    Mary:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mary, minha priminha linda... falando assim comigo me deixou com os olhos marejados.. agora mal consigo responder ao seu comentário...vou ter que catar as palavras,parar um pouco e tentar responder.. Mas confesso que será uma tarefa difícil amiga...

      Fiquei imensamente feliz com o seu carinho e principalmente de conhecer mais detalhes de sua infância e de sua família!!
      Ora você, desde muito pequenina já dava ares de precoce hem? Foi albabetizada em tempo record: tem que ir par ao Guiness book amiga...Mas também pudera!! A sua motivação era excepcional!!! Todos aqueles gibis dos irmãos dando sopa e você só vendo as figurinhas? Nada disso: quis aprender o b a bá na marra e CONSEGUIU! É uma vitoriosa, como também sua professorinha que teve um êxito de 100% na sua primeira aluna!!! Palmas para ela!!!!

      Ah,que pena que não foi daminha de honra de seus irmãos: seria uma princesinha - na verdade eu fui apenas com a intenção de colocar um vestido de " Bela Adormecida" rsrs coisas de criança não é mesmo? rsrs
      AH,e a beca foi azul, assim como todos os demais vestidos da minha vida..rssr ate´criei confusão na Primeira Comunhão, pois o branco era obrigatório.. Mas consegui e um dia vou contar essa historinha!!!
      Não sabia ainda que sua mãe foi criada em Vitória: QUE LEGAL!!! Inclusive vou pesquisar os VIERA DE MIRANDA- nome pomposo hem? Parece a fina flor da sociedade portuguesa!!! Como você sou uma mistura de portugueses e italianos e acho que temos mesmo tanta coisa em comum que no final descobriremos sermos primas de verdade!! Seria INCRÍVEL!!!!

      Eu que tenho que agradecer o seu carinho e atenção!! Mary, seu comentário literalmente me desmanchou inteira... estou aqui aos pedacinhos, mas muito feliz, felicíssima que tenha gostado!!!
      Um super beijo e uma noite linda!!!

      Excluir
  5. Olá minha querida e doce amiga Adriana, boa noite!!!
    Que bom poder participar de mais esta bela fase se sua vida, adorei!!!
    Minha amiga, não me lembro muito desta época de minha infância, pouquíssimas coisas me vem à memória... também já faz tanto tempo... rsrsrsrs... Parabéns pra você por sua formatura do Jardim, meio atrasadinho, mas tudo bem... parabéns para a nova psicóloga e muita saúde para o papai, que continue forte como um touro... Santa teresa é linda, adorei as fotos... Você já gostava da natureza desde muito pequena, isso é muito bom, pois ela tem muito a nos oferecer... Gostei da postagem, fizemos uma viagem, voltamos no tempo e também festejamos a atualidade, ótima ideia, parabéns!!! Foi muito bom passar por aqui!!!
    Tenha uma linda noite e uma maravilhosa e abençoada semana!!!
    Abraços com carinho e muita paz!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Luis, meu amigo tão querido! Sua presença é sempre aguardada, pois seu carinho e atenção com os fatos de minha infância e minhas historinhas de vida me deixa sempre encantada! Muito obrigada! Realmente é até difícil expressar uma palavra de agradecimento!

      Obrigada pelos parabéns..rsrs na verdade a minha formaturinha do jardim também já foi há muito, muito tempo (melhor não entrar em tantos detalhes não é mesmo? rsrs)
      É verdade, nesta semana estamos em festa, tanto pela minha irmã, como pela recuperação do papai! Aproveitaremos para ter momentos de alegria em família e será uma maravilha!!!
      Ah, a natureza sempre fez parte da minha vida desde bebezinha.. deve ser por isso que adoro tanto estar ao ar livre: o amor pela natureza começa na infância!!!

      Agradeço mais uma vez a sua atenção amigo, e feliz que tenha apreciado esta volta ao tempo!!
      Um grande abraço e uma ótima semana!!!

      Excluir
    2. Beijinhos minha querida amiga, adorei a resposta, você é sempre muito amável... eu é que agradeço por tão belas postagem... sempre nos levam a uma boa viagem... quanto aos "idos" melhor mesmo não entrar em muitos detalhes... rsrsrsrsrs... Valeu minha amiga!!!
      Fique com Deus!!!

      Excluir
    3. Sim amigo querido ...rsrs melhor não entrar tanto nos mínimos detalhes!!!
      Agradeço de coração o retorno Luis... Demorei porque estou em uma semana corrida devido à formatura da minha irmã caçula!!!
      Um grande abraço e um ótimo final de semana!!

      Excluir
  6. Oi prima! Eu me lembro da coleção de revistinhas da turma da Mônica! Lembro de um verão que nós fomos passar uns dias a Jacaraípe e meu pai me deixou aí e eu passei 2 dias lendo...

    Adorei seu blog!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Etiene! Bom dia minha linda prima!
      Fico muito feliz com a sua presença!!
      Gostou mesmo do Blog? Pois é, ele transformou-se no meu diário virtual!!!
      Nele coloco algumas lembranças da infância, dicas de vida saudável e principalmente maneiras de jamais perder o bom-humor, mesmo que as atividades diárias da vida e os problemas possam de alguma maneira impedir!

      Pois é, que legal que você lembra das revistinhas.. como eu gosto daqueles gibis...Eu manuseei a coleção há alguns dias, mas o papel das revistas está tão frágil que só de tocar, pode se desmanchar!!! Ai, que pena.. mas a ação do tempo é implacável, até mesmo com revistas e livros!!! rsrs

      Muito obrigada querida, volte sempre pois, na medida do possível, estarei contanto mais fatos de antigamente e dicas de saúde!!
      Tenha um dia lindo!! Beijos!!!

      Excluir
  7. Que lugar mais lindo Adriana..
    Eu pinto tela em óleo..até me deu vontade de fazer uma de uma dessas fotos..
    Sabe acho que a infância é uma coisa mágica em nossas vidas..estamos com nossos sentidos aguçados e tu que de legal fazemos nessa época fica marcado pra sempre em nós..
    lembro de minha formatura no segundo grau foi uma festa inesquecível..e na facul então nem se fala..mto choro e muita felii tbm.. teria que ter uma máquina do tempo pra gte voltar qdo sentisse saudade..
    mto lindo o teu texto..
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Carol!
      Boa noite amiga! Como é bom encontrá-la aqui!
      Você é uma artista? Quero conhecer as suas obras! Devem ser lindíssimas, ainda mais se você utiliza a natureza como inspiração... Que espetáculo!!!

      É verdade, a formatura do segundo grau é muito marcante... no meu caso foi até mais especial do que a da faculdade tudo fica cravado na nossa memória não é mesmo?
      Ah, também adoraria ter uma máquina do tempo par voltarmos aos bons momentos do passado... os tristes não , a gente deixa escondidinho...

      Um beijo e muito obrigada pelo comentário Carol!!!
      Tenha uma noite maravilhosa!!!!

      Excluir
  8. Olá Adriana, boa noite!

    O desenho da casinha e da menina, fez-me lembrar os meus. rs

    Este Natal, em casa de meus pais, mostrei à minha filha mais nova (tem 9 anos), que gosta muito de desenhar, alguns desenhos que fazia na idade dela, ou mais nova. Depois de ver alguns, perguntou-me se eu só desenhava no inverno. Admirada, perguntei o que queria ela dizer com aquilo. Então ela explicou: é que todas as tuas casas têm uma chaminé donde sai fumo... rsrsrs

    Excelentes lembranças! Adorei o local. Maravilhoso.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luisa, boa noite amiga!
      Que incrível a sua filha!! Ela é uma sábia e analisa os detalhes com precisão! Mas realmente era um costume nosso desenhar casinhas com chaminés..rsrs
      Veja o meu desenho no convite: também tem uma chaminé fumegante..um barato isso.. só quem é daquela época entende!!!

      O local é mesmo lindo, pura natureza com paisagens exuberantes e coloridas!!!
      Quem sabe você ainda conhecerá tudo não é mesmo?

      Um beijo e uma noite bem tranquila para você e sua filhinha caçula!!!

      Excluir
  9. Boa tarde!
    Realmente foi uma infância cheia de alegrias na companhia da família!
    Parabéns por narrar esta história!
    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carro, agradeço sua presença, leitura e retribuição!
      Tenha uma ótima semana!
      Abraços!!!

      Excluir
  10. Boa tarde!
    Estou voltando ao blog e acabei de conhecer a história de sua infância. Muito boa por sinal na companhia de sua família e do local bastante aprazível onde passou seus bons momentos de criança. Parabéns! Boa postagem para ler e relembrar.
    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carro, realmente senti a sua ausência amigo!
      Mas que bom que retornou e principalmente que tenha gostado do meu artigo sobre a minha mais tenra infância...
      O local, a cidade de Santa Teresa, no ES é maravilhoso, de farta flora e fauna, um verde profundo, e ainda dá para avistar o azul do mar, bem pálido, lá de cima!!!

      Agradeço novamente sua contribuição!
      Abraços!!!

      Excluir
  11. Adriana, eu fiquei profundamente emocionada com sua linda postagem-nostálgica! Que delícia ter este sabor doce guardado no coração. Como voce disse, muitos adultos tem estas eternas lembranças guardadas com carinho.

    Impressionante que consigo recordar de detalhes vividos no passado. Exceto meus desenhos, não tenho nada, nenhum caderninho guardado. Apenas lembranças do dia-a-dia, nome de alguns professores e amiguinhos.

    Ahhhh, mas eu tenho uns presentes que recebi no aniversario de 10 anos, dado por algumas Freiras, são orações, mensagens religiosas. Felizmente, intactos.

    Eu, como criança, aproveitei toda a alegria que voce delicamente apresentou. Amei, adorei ver as imagens tambem.

    Eu fico pensando como é triste, talvez sintam um vazio, para os que não puderam ir à escola. Existem milhares, em todo o mundo, não é mesmo?!

    E hoje, cada vez mais crescente, o bullying. Isso mata as boas recordações das crianças e adolescentes. Eu sei disso por conta do que minha filha, o que ela vem passando.

    Nada pode roubar dos jovens as douradas recordações dos primeiros anos de suas vidas. Elas são essenciais para serem transformadas em diversas formas ao mundo.

    Beijos


    (obs.: querida Adriana, após anos, optei e não faço mais parte do dihitt)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Sissym... sua visita é comovente para mim amiga.. ainda mais quando me fornece também um pouquinho de você, de sua infância no colégio das Freiras e as doces lembrancinhas que elas distribuiam com tanto zelo e carinho...

      Você tem toda a razão amiga! Se formos compararmos a infância da nossa geração e a da atual há uma diferença gritante de valores, de conceitos! O bullyng, algo inexistente em nossos tempos, hoje mostra a sua cara feia e imputa apenas sofrimento desnecessário às nossas crianças!!!
      E como muito bem mencionou, tantas crianças ainda sem escola e que nunca terão a oportunidade de vivenciar emoções tão verdadeiras e divertidas!!!

      Estou sempre com você Sissym e sua decisão, seja por qual motivo for, se for melhor para você é assim que tem que ser! O que importa é que estamos sempre juntas não é mesmo?

      Beijos amiga e uma excelente semana!!!

      Excluir
  12. Dri, seu post está tão espetacular que eu não sei do que quero falar primeiro.

    Bom, vou começar dizendo que estou feliz por seu pai estar bem de saúde depois do susto.
    Que região maravilhosa esta, heim?
    E a cidade toda florida colada na montanha, linda!

    Delicioso acompanhar suas memórias de infância Adriana, achei o máximo a listinha com os bons ensinamentos que teve, a capa do seu convite de formatura, com a sua arte, já desde cedo se destacando em arte, heim?

    Enfim, um encanto tudo por aqui, a magia da infância, das boas lembranças, da família, do amor. Lindo, lindo!

    Um bejo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Van! Você quando faz uma visitinha no meu cantinho sempre me deixa muito feliz amiga! Ainda mais hoje, dia do blogueiro!!!

      Pois é, ainda bem que foi só um sustão daqueles e agora está tudo bem.. papai é danadinho mesmo!! Obrigada pela consideração e sensibilidade querida!

      Sim, é uma região de flores e beija-flores( bastante poético não? rsrs e foi nestas condições agradáveis que vivi a minha infância com bastante tranquilidade e sobretudo feliz! Pois é, eu adorava desenhar..rsrs minha casinha ficou até com chaminé tortinha soltando fumaça..rsrs

      Eu que agradeço o seu carinho, a sua presença e doçura!
      Um beijo amiga, venha sempre tá?
      Feliz dia da Blogueira poetisa!!!

      Excluir
  13. Olá, Adriana!

    Vim ver o problema que você reportou em seu blog e me deparei com este artigo, muito interessante de se ler!

    A infância é mesmo uma época mágica - e nos damos conta disso à medida em que o tempo passa. Lendo o que você fazia, lembro também do que eu fazia quando era pequeno, e de quanto me divertia com isso.

    Uma história engraçada aconteceu há alguns meses. Eu estava na casa de meu afilhado de 7 anos e ele me mostrava o que estava fazendo no computador. Eu disse a ele que, na minha época, não existia computador. Ele fez uma cara de espanto e perguntou como eu brincava. Quando contei a ele que corria na rua, brincava de esconde-esconde e outras coisas, ele olhou para mim e para o pai dele e disse: "Padrinho, sua época era do mal!" risos Ou seja: muitas crianças de hoje nem imaginam como seria ter uma infância assim.

    E acredito que seja algo cíclico: daqui a 20, 30 anos, tudo será diferente. E quem é criança hoje se recordará com saudades do tempo em que ficava no Facebook, cuidava de sua fazendinha etc. risos

    Um abraço e parabéns pelo emocionante texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que surpresa agradável Adelson! Fico muito honrada com sua presença! Afinal não é todos os dias que recebemos visitas assim, ilustres! Obrigada!!!

      Pois é, o meu blog está com este probleminha de URL ,estou tentando de tudo, até já tirei vários aplicativos inclusive a caixa de seguidores, mas a danada da frase continua lá..rsrs

      Nossa Adelson, eu também me surpreendo como as crianças de hoje não tem a noção das maravilhas do que foi a nossa infância e se espantam com aa brincadeiras do passado! Tudo está muito modificado mesmo, a cultura, os valores e o seu sobrinho, também como o meu, estão inseridos neste sistema moderno em que a tecnologia prevalece em detrimento de uma boa diversão na rua, correndo atrás de uma bola, subindo em árvores!!!

      Rsrs.. já imaginou daqui há 20 anos quando os adultos começarem a recordar da colheita da fazenda do face quando crianças? Que bárbaro hem..Essa eu gostei, achei ótimo! Uma excelente ideia para um artigo futurista!!!

      Eu que agradeço sua presença e disponibilidade em ajudar! Muito obrigada! Volte sempre!
      Abraços e boa semana!!!

      Excluir
  14. Que lindo, Drica... Lembranças assim são as melhores... as mais doces.
    Legal você tê-las compartilhado conosco!
    abracins e tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Barbie, querida! Tudo bem?
      Lembranças da infância são mesmo as melhores amiga!
      Parece que tudo tem um pouco de magia... é terno e ingênuo, coisas que na idade adulta não existem mais... só nostalgia mesmo...
      Eu que agradeço a sua presença amiga!
      Um grande beijo!

      Excluir

Fique à vontade para expressar seus sentimentos e sugestões.
Você é sempre muito bem-vindo(a)! Obrigada e Abraços!

Tecnologia do Blogger.